Gabriel Jesus faz três pela primeira vez na carreira e, pelo City, supera número de gols com a camisa do Palmeiras

Jesus
Gabriel Jesus comemora um de seus gols contra o Shakhtar (Foto: Divulgação)

Gabriel Jesus marcou três vezes, pela primeira vez na carreira, na goleada do Manchester City por 6 a 0 sobre o Shakhtar Donetsk, pela Liga dos Campeões, e agora o clube inglês é o que ele mais marcou na carreira, superando o Palmeiras.

Jesus chegou a 30 tentos pelo City, dois a mais  do que no Verdão. Ele também atingiu o número mais cedo, já que tem 71 jogos pelo atual clube. No Palmeiras, o atacante precisou de 83 compromissos para chegar a 28 (foram 85 partidas pelo ex-clube). Estão na conta jogos oficiais e torneios amistosos.

Gabriel tem ainda 11 gols pela Seleção Brasileira principal e outros três pela Seleção Olímpica, marcados nos Jogos do Rio-2016.

Gols por competição:
Inglês: 21
Brasileiro: 16
Eliminatórias: 7
Liga dos Campeões: 7
Paulista: 5
Amistoso: 5
Libertadores: 4
Copa do Brasil: 3
Olimpíada: 3
Copa da Liga Inglesa: 1

Tite chama 13 que estiveram na Copa e quatro mantêm 100% nas convocações

Tite
Tite durante convocação desta sexta-feira na sede da CBF (Lucas Figueiredo/CBF)

Tite fez a primeira convocação da Seleção Brasileira após a Copa do Mundo e manteve 13 nomes de atletas que estiveram na Rússia. O Brasil encara Estados Unidos e El Salvador, em amistosos nos dias 7 e 11 de setembro, respectivamente.

Em mais de dois anos à frente do selecionado, o treinador fez 12 convocações – uma só contou com atletas que atuavam no país contra a Colômbia, no Engenhão. Das 11 possíveis com todos os jogadores, quatro mantêm 100% de chamados: Thiago Silva, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Willian.

Nas 12 listas de Tite, 72 atletas diferentes foram chamados. Ele utilizou 46 deles e Willian e Coutinho foram os que mais entraram em campo: 24 vezes. Vale lembrar que o técnico tem 26 jogos pela Seleção, com 20 vitórias, quatro empates e duas derrotas. São 55 gols marcados e oito sofridos.

 

 

São Paulo e Internacional são exceções no Campeonato Brasileiro dos mandantes

São Paulo
São Paulo tem a melhor campanha como visitante (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O Campeonato Brasileiro de 2018 não tem sido bom para os visitantes. Em quase um turno disputado, são apenas 32 vitórias e São Paulo e Internacional são exceções. Os mandantes venceram 94 vezes e houve 52 empates.

Os dois times foram os únicos a vencerem longe de seus domínios na última rodada. Juntos, eles somam nove triunfos, quase 30% do total. O Tricolor paulista lidera o quesito com cinco vitórias e 18 pontos ganhos longe do Morumbi. O Colorado venceu quatro e conquistou 15 pontos distante do Beira-Rio.

Vale lembrar que os últimos sete campeões nacionais terminaram com a melhor campanha fora de casa. Em 2010, o Cruzeiro teve a melhor marca longe de Minas Gerais e o título ficou com o Fluminense.

Dos 20 times na Série A em 2018, 15 já triunfaram fora de casa. Somente Atlético-PR, Chapecoense, Bahia, Vasco e Paraná ainda não conseguiram.

Campeonato Brasileiro de 2018 é o que mais troca de técnicos nos últimos anos

Guto Ferreira

O Campeonato Brasileiro de 2018 é o que mais troca de técnicos nos últimos anos. Nesta segunda-feira a Chapecoense demitiu Gilson Karina e esta foi a décima quinta mudança em 17 rodadas. Guto Ferreira assume a equipe catarinense.

No mesmo período do ano passado, foram 14 alterações de comando, contra 11 em 2016, e outras 14 há três anos. A última vez que o Brasileirão apresentou mais trocas do que agora  em 17 rodadas aconteceu em 2014: 16.
No total, são 20 mudanças durante a atual temporada e somente três clubes permanecem com os mesmos treinadores do início do ano: Cruzeiro (Mano Menezes), Grêmio (Renato Gaúcho) e Internacional (Odair Hellmann).

 

Trocas no Campeonato Brasileiro:

Depois da segunda rodada
1 – Sport: saiu: Nelsinho Baptista

Depois da sexta rodada
2 – Ceará: saiu: Marcelo Chamusca
3 – Corinthians: saiu: Fábio Carille

Depois da nona rodada
4 – Vasco: Zé Ricardo
5 – Bahia: Guto Ferreira
6 – Ceará: Jorginho

Depois da décima segunda rodada
7 – Fluminense: Abel Braga
8 – América-MG: Enderson Moreira
9 – Botafogo: Alberto Valentim
10 – Atlético-PR: Fernando Diniz

Depois da décima quarta rodada
11 – Santos: Jair Ventura

Depois da décima quinta rodada
12 – Palmeiras: Roger Machado

Depois da décima sexta rodada
13 – Vitória: Vagner Mancini
14 – Botafogo: Marcos Paquetá

Depois da décima sétima rodada
15 – Chapecoense: Gilson Kleina

Brasil vai se tornar seleção com mais jogos nas Copas do Mundo

Brasil
Neymar celebra com Paulinho contra o México (André Mourão/MowaPress)

Ao entrar em campo nesta sexta-feira contra a Bélgica, o Brasil se tornará a seleção com mais jogos em Copas do Mundo. Será a partida 109 na história, igualando a marca da Alemanha, já eliminada.

Na classificação diante do México, a Seleção superou os alemães em gols marcados em Mundiais e assumiu o primeiro posto isolado (228 a 226). Caso passe à semifinal, o time de Tite também ficará sozinho em outro quesito.

Em 108 partidas são 73 vitórias, 18 empates e 17 derrotas, com 228 gols marcados e 103 sofridos. A única vez em que os belgas cruzaram o caminho brasileiro em uma Copa aconteceu nas oitavas de final de 2002 e a Seleção venceu por 2 a 0.

O retrospecto em compromissos contra europeus é favorável. São 73 partidas, com 43 vitórias, 15 empates e 15 derrotas. São 136 tentos a favor e 84 sofridos.

Neymar x Ochoa: quem mais finalizou contra quem mais defendeu na Copa

Brasil
Neymar em ação contra a durante a Copa (André Mourão/ Mowa Press)

O confronto entre Brasil e México, nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018, colocará frente a frente o jogador que mais finalizou no Mundial até agora contra quem mais fez defesas.

Neymar e Ochoa são os líderes no quesito. O atacante brasileiro tem 17 finalizações somadas contra Suíça, Costa Rica e Sérvia. São oito no alvo, três para fora e seis bloqueados, de acordo as estatísticas da Fifa. O camisa 10 tem um gol marcado.

Do outro lado, o arqueiro mexicano também conta com 17 defesas nos duelos diante Alemanha, Coreia do Sul e Suécia. Ochoa levou quatro gols nesta Copa.

Há quatro anos, eles também se enfrentaram no Mundial disputado no Brasil e o goleiro ajudou o México a sair com empate sem gols no Castelão, durante a fase de grupos. Ochoa terminou como o melhor em campo, parando Neymar. Veja as defesas no vídeo abaixo:

Brasil iguala Alemanha e volta a ter melhor ataque em Copas do Mundo

Neymar
Neymar comemora o segundo gol do Brasil na vitória contra a Costa Rica (Foto: Divulgação CBF)

A vitória do Brasil sobre a Costa Rica por 2 a 0 fez com que a Seleção voltasse a ser o país com mais gols na história das Copas do Mundo. O país chegou a 224 tentos e igualou a Alemanha no quesito.

O Brasil tem 106 partidas em Mundiais, enquanto os atuais campeões têm um compromisso a mais. Neste sábado a Alemanha enfrenta a Suécia, em Sochi, na segunda rodada do Grupo F.

50 gols com Tite

A Seleção também chegou a 50 gols sob o comando do técnico Tite. São 23 jogos e média de 2,17. Neymar e Gabriel Jesus, ambos com dez gols, são os principais artilheiros com o treinador.